Camarão rei

Itaueira amplia a família de produtos com o lançamento do Camarão REI

Produzido com o mesmo controle de qualidade e cuidado no manejo sustentável dos demais produtos REI, o Camarão REI chega ao mercado e chama a atenção dos maiores distribuidores do país.

A Itaueira Agropecuária, produtora do Melão REI e da Mini Melancia da Magali, populares em todo o Brasil e no exterior por seu diferencial de qualidade e sabor, amplia a sua linha de produtos no mercado e incorpora a carcinicultura ao seu portfólio, com o Camarão REI. A primeira despesca foi concluída em abril de 2019 e rendeu 25 toneladas do pescado, que é comercializado com grandes distribuidores do país, entretanto o planejamento é crescer exponencialmente o cultivo do crustáceo no município de Ipanguaçu-RN, situado a 70 km do litoral.

O Camarão REI é da espécie Litopenaeus vannamei, de coloração cinza, cultivado em solo e água ricos em nutrientes e alimento natural, que o faz conseguir as melhores taxas de conversão alimentar, e que garante um sabor digno dos produtos da marca REI, com aparência, textura e consistência inigualáveis.

O projeto é ambientalmente sustentável, pois utiliza água de poços com outorgas de uso, não necessitando retirar água do rio Piranhas, que margeia a propriedade. Também não lança efluentes no rio, pois todo o projeto é contemplado com quase 80 hectares de bacias de sedimentação, possibilitando o reuso de sua água, um recurso precioso na região.

A produção do camarão REI começou em 40 hectares de lâminas d’agua, divididos em 5 viveiros de 8 hectares e a partir de janeiro de 2020 a empresa vai produzir seus camarões em 80 hectares, o dobro do volume atual, e para dar mais agilidade aos ciclos de criação dos camarões, serão implantados berçários para desenvolvimento das larvas, que só passarão para os viveiros quando atingirem tamanho adequado. Esse processo fará com que a empresa aumente os ciclos de despesca e consequentemente de sua produção, que deve chegar às 1.200 toneladas em 2020. E falando em produção, nos próximos 3 anos a Itaueira pretende chegar aos 328 hectares, que é o objetivo da primeira fase do projeto.